Proteção Animal, Receitas Veganas e Vegetarianas, Direitos dos Animais

terça-feira, 17 de maio de 2011

Caso Chloe


Porto Alegre, RS, Caso Chloe:

Hoje, dia 15/5, faz 15 dias que a pequena Chloe teve alta da Clínica Mundo dos Bichos.
Após Chloe ter sido resgatada, ela fez todos os hemogramas necessários para sabermos exatamente como era o seu estado clínico e, então, iniciamos o tratamento indicado para sua total recuperação. Com tantos cuidados, a peludinha foi recuperando-se a cada dia que passava. Sempre que íamos vê-la, Chloe fazia muita festa, sempre fazia xixi de tão emocionada que ficava. Um doce de cadelinha, muito querida e carente.
Depois de um longo período internada, a queridinha foi castrada e vacinada, e então, finalmente adotada por uma pessoa muito especial.
Sua nova mãe encantou-se com a história de vida da Chloezinha e, no sábado, dia 30/4 a levamos para o seu novo lar.
No dia seguinte a sua adoção, a adotante de Chloe entrou em contato conosco dizendo que a peludinha não parecia estar bem, tinha febre e apresentava dificuldades para caminhar. Levada novamente ao vet., Chloe iniciou um novo tratamento com antibióticos e foi realizado pela terceira vez um hemograma completo para verificar o que estava acontecendo.
Infelizmente, para a nossa surpresa, o exame mostrou-se "positivo" para cinomose, sendo que já havíamos descartado essa possibilidade, pois nos dois primeiros hemogramas, o resultado era “negativo” para a doença. Ou seja, o resultado dizia que Chloe não tinha a maldita doença, quando na verdade ela já estava com o vírus e somente após ter recebido a  primeira dose da vacina polivalente a cinomose manifestou-se. É o chamado “falso negativo”. 
Como na Clínica Mundo dos Bichos não existe isolamento, precisamos interná-la às pressas em uma outra clínica. Essa nos foi indicada pela amiga Ana Emília. A clínica é a Zoomed, localizada aqui em POA. Essa clínica, coincidentemente fica próximo à casa da adotante, e isso tem facilitado bastante para que Chloezinha seja visitada diariamente por sua mãe.
Ela está fazendo uso de antibióticos e, entre outras medicações, soro Cino Globulin.
Seu estado de saúde é instável, há três dias está sem febre, está se alimentando bem, pois além da ração molhada, sua mãe leva a ela diariamente fígado de boi e caldo de frango, a Chloe ama, e com certeza, toda essa dedicação e carinho tem sido essencial para mantê-la viva.
Chloe não está ficando em pé, cai sempre que tentamos ajudá-la a se firmar. Segundo a vet. Mariane, responsável pela Chloe, a cinomose manifestou primeiramente na fase neurológica, pois a pequena peludinha tem espasmos, chora e tem dificuldades para relaxar e dormir. Contudo, isso não quer dizer que a Chloe não passará pelas outras fases da doença. Por isso, não sabemos quanto tempo levará para sua total recuperação, e ainda não podemos prever como realmente ela ficará, mas, podemos dizer que estamos lutando para combater a doença e dar todo conforto e cuidados que esta menina precisa e merece ter.
Estamos sofrendo muito com tudo isso e, por mais que eu tente, eu ainda não consegui entender o porquê de tanto sofrimento. Não entendo porque, depois de todo um tratamento e tantos cuidados, quando finalmente parecia que a Chloe havia encontrado a verdadeira felicidade, amor e a chance de ter uma família, nos deparamos com toda essa tristeza. Não compreendo e não aceito que ela morra, não consigo admitir essa possibilidade. Já chorei muito e ainda choro por ela.
Sinto pela Chloe um grande amor, como se ela fosse minha há muito tempo. Queria poder tirá-la desse sofrimento, arrancar essa maldita doença do seu frágil corpinho, quero o impossível. Nos resta pedir muito a Deus que a salve da morte, que faça um milagre, daqueles milagres que já li e já ouvi falar - animais que aos olhos do médico veterinário deveriam ser eutanasiados, por quase não terem mais chances de recuperação, e que surpreenderam a todos, graças ao grande e infinito amor de seus donos que lutaram com todas as armas para que eles continuassem vivos, e hoje, após algum tempo, com paciência e dedicação, sessões de acupuntura e fiosioterapia, esses animais voltaram a caminhar e muitos correm como faziam antes de adoecerem.
Estou acreditando nessa possibilidade, quero fazer tudo o que estiver ao meu alcance para que Chloe sobreviva e é exatamente isso o que estamos fazendo.
Quarta à noite fui visitá-la pela primeira vez desde que foi internada na clínica Zoomed. Ela ficou faceira quando me viu, tentou dar uns passos, mas devido à fase neurológica da doença, ela consegue levantar-se apenas para fazer suas necessidades no jornal e, após isso, volta para sua caminha.
A adotante da Chloe, embora esteja fazendo tudo o que lhe é possível para a recuperação da Chloe, inclusive financeiramente, não dispõe de recursos para arcar com todo o custo que já assumimos. Por isso, mais uma vez, queremos contar com a ajuda dos amigos. Ajudem como puderem, quando puderem e com o valor que dispuserem.
A diária com isolamento custa R$ 15,00 e, além disso, estamos tendo despesas com medicamentos e alimentação especial.
Portanto, qualquer ajuda será muito bem-vinda. E ao repassar esse pedido de ajuda, você já está colaborando.
Depósitos para a Chloe podem ser realizados nas seguintes contas:
 
BRADESCO
Ag. 0268
C/C 0537873-7
Elisete M. R. Brettin
CPF: 609062000-91


BANRISUL
Ag. 0043
C/C 060561950-4
F. S. Veterinária
 
Os depósitos devem ser informados por e-mail para danipereirapedroso@yahoo.com.br e elisetebrettin@yahoo.com.br.
 
Agradecemos por toda a ajuda de vocês.


Abraço,
Elisete e Dani

Nenhum comentário: