Proteção Animal, Receitas Veganas e Vegetarianas, Direitos dos Animais

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Inglaterra - Cão avisa que sua tutora tem câncer e salva sua vida

A inglesa Sharon Rawlinson, 43 anos, talvez deva sua vida a seu Cavalier King Charles Spaniel, de nome Penny. O cãozinho já estava a incomodando por meses, cheirando e cutucando a área em que um tumor agressivo estava crescendo.
Apesar de Sharon já ter perdido a mãe para o câncer de mama há 9 anos, ela não estava se cuidando ou fazendo exames. Ela tinha um cachorro que, então, chamou sua atenção passando a pata sobre o seio como se quisesse tirar alguma coisa.
Uma noite, ele se deitou sobre o peito da tutora e ela sentiu uma dor parecida com a picada de mil abelhas. No outro dia apareceu um caroço, mas Sharon achou que fosse um ferimento.
Em janeiro, ela criou coragem e fez um exame que apontou que ela tinha câncer de mama HER2-positivo. Começou a quimioterapia imediatamente e marcou uma cirurgia para o fim de julho.
Depois que o tratamento começou, Penny não incomodou mais a sua tutora. E agora? Será que o cãozinho sabia mesmo que ela estava com câncer?
Já é conhecido na ciência que os cães possuem um sentido do olfato extremamente sensível. Pesquisadores alemães mostraram que cães podiam ser treinados para detectar tumores com 71% de sucesso.
Segundo estimativas, o que pode chamar a atenção dos cães são os produtos químicos produzidos pelos tumores, principalmente baixas concentrações de alcanos e compostos aromáticos – que não escapam do cão, que tem o olfato 100.000 vezes melhor que o dos seres humanos.
Entretanto, há pouca evidência de casos de cães domésticos treinados para detectar câncer em seus tutores. Mas a Dra. Jacqueline Boyd, professora de biologia animal na Universidade Nottingham Trent (Reino Unido), aponta que “os cães estão muito mais em sintonia conosco que qualquer outra espécie animal” e, sendo assim, não surpreende que este cão em particular tenha detectado o câncer de sua tutora. “É uma bela história e serve para aumentar o valor destes animais e de sua companhia”, finaliza.
Fonte: Hype Science

Nenhum comentário: