Proteção Animal, Receitas Veganas e Vegetarianas, Direitos dos Animais

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Zoológico é acusado de tortura, negligência e morte de animais - Suécia


Condenados ao sofrimento/Suécia

Zoológico é acusado de tortura, negligência e morte de animais

Por Bethania Malmberg (da Redação – Suécia)

Os animais no zoológico de Öland, na Suécia, vêm sendo negligenciados. Muitos deles estão desnutridos e animais doentes não estão sendo tratados por fatores econômicos. Um quati saudável foi espancado até a morte com um taco porque a pessoa responsável não tinha condições de mantê-lo sozinha, diz um ex-funcionário. As informações são do Dagens Nyheter.
Vários ex-funcionários do zoológico de Öland revelaram para uma rádio e rede de TV sueca que os animais vêm sendo muito maltratados no parque.
A escassez de pessoal e cuidados contribuiu para que animais ficassem doentes ou até mesmo morressem, porque eles não tinham comida suficiente ou ajuda veterinária quando precisavam. O parque possui aproximadamente 650 animais de 100 espécies diferentes.
- Certa vez achamos um sagui. Ele não tinha comida ou água para o fim de semana inteiro, disse Caroline Ryding, que já trabalhou no parque, a P4 Kalmar.
Outros ex-funcionários do parque disseram que, por razões financeiras, não eram autorizados a chamar um veterinário quando os animais ficavam doentes. Uma macaca teve um aborto e o feto não saiu totalmente. Demorou muito para que o veterinário fosse chamado, e ela morreu.
Alguns animais saudáveis foram mortos porque a pessoa responsável não era capaz de mantê-los sozinha, sem ajuda, diz Caroline Ryding. Tal foi o caso de um quati.
- Eles o espancaram até a morte com um bastão, disse Caroline.
O gerente de comunicação do zoológico Hans Urhus disse na manhã desta terça-feira (16) que ele precisa levantar mais detalhes antes de se pronunciar.
A proprietária Barbro Hägg não quis comentar sobre as críticas feitas à má gestão do zoológico.
Em outro artigo publicado algumas horas depois, a inspetora de bem-estar animal de Öland, Karin Eklund, falou à imprensa que inspeções têm sido feitas anualmente no parque desde 2009 e que não foi observado nenhum caso de emergência como exposto no artigo. Ela também disse que não há nenhuma previsão para a próxima inspeção.
Nota da Redação: Apesar de inspeções serem feitas por profissionais na área de bem-estar animal, não é realista dizer que uma inspeção a cada ano seja suficiente para mostrar e eventualmente melhorar a situação dos animais em zoológicos. Provavelmente, o testemunho dos ex-funcionários não bastará como única prova, mas a notícia causou grande reação na mídia e o Ministério da Agricultura se pronunciará em breve. Zoológico e bem-estar animal não combinam, já que o animal certamente será privado de exercer seu comportamento natural. Devemos lutar pelo fim dos zoológicos.

Um comentário:

Esperança disse...

Amigos, hoje é o último dia para assinar a petição que será encaminhada ao governo da Filipinhas, para a proibição do consumo de carne de cachorro. Por favor, temos que ajudar os ativistas a acabar com essa loucura que eles chamam de tradição e cultura.N final do texto, está o link da petição

Tradução da carta que será enviada ao Presidente :
http://e-activist.com/ea-action/action?ea.client.id=1736&ea.campaign.id=16620&ea_redirect=true&sessionId=49163cc6-fedb-416d-8188-f88283c63c04