Proteção Animal, Receitas Veganas e Vegetarianas, Direitos dos Animais

segunda-feira, 29 de julho de 2013

A história de Flash - O que o amor de um animalzinho pode fazer na vida de uma pessoa

Até meus 38 anos nunca tinha tido um animalzinho que pudesse dizer "meu", ou que estivesse sob meus cuidados. Até que...
Era janeiro de 2007, bem próximo do aniversário do meu marido, quando tudo começou. 
Minha irmã avistou de sua janela uma correria no condomínio onde morava. Era uma moradora com um cãozinho no colo, quase desfalecido. Minha irmã desceu correndo as escadas para ver o que estava acontecendo e descobriu que aquele lindo cãozinho havia sido atropelado por um ônibus em uma das mais movimentadas ruas de Porto Alegre. Ela o levou para atendimento veterinário e estava tudo bem, a não ser um pouco de ar no tórax, mas foi medicado e levado para a casa dela.
Nesta mesma época a Duquesa, maltês da minha irmã, teria seus filhotes e um seria meu, mas quando conheci o tal lindo cãozinho, me apaixonei. Coloquei a coleira da Duquesa nele para darmos um volta na rua e quando passamos pelo portão ele era outro cão! Ele me adotou! Ele andava tão empinadinho, todo dono da situação, tão feliz, que não tinha como não me apaixonar. Ah! E não era filhote, tinha em torno de 3 anos.
Desde 2007 minha vida e de meu marido mudou, somos pessoas muito melhores, mais tolerantes, mais amorosas ainda, mais felizes.
Flash foi o 1º da nossa pequena matilha e da nossa vida na proteção animal. E isto não tem volta, uma vez picados pelo bichinho da proteção, nunca mais voltamos a ser como éramos, estaremos sempre em constante evolução.
Espero que gostem desta primeira história, da minha primeira adoção.


Nenhum comentário: