Proteção Animal, Receitas Veganas e Vegetarianas, Direitos dos Animais

domingo, 11 de outubro de 2015

A espiritualidade orientando na recuperação de uma viralata

Às vezes nos perguntamos porque tantas tristezas e maldades acontecem com os inocentes, sejam animais ou crianças, e isto nos choca muito. Somente a espiritualidade para explicar certas passagens da nossa vida. Quando ajudamos um animal a recuperar sua saúde, penso que na verdade estamos ajudando a nós mesmos, pois aprendemos muito com o sofrimento do outro; aprendemos muito com a garra daquele ser em lutar pela vida; aprendemos com cada pequeno passo dado em direção à boa saúde.
Hoje, ao ver a sofrida Mel comendo e bebendo sozinha, me perguntei o porquê de um ser tão indefeso passar por tudo isto, e no mesmo momento me veio a resposta: ela é forte, não é coitada; e quem está aprendendo com tudo isto sou eu mesma. Aprendemos à medida que lutamos diariamente por uma pequena melhora. Aprendemos a comemorar cada avanço e a ter paciência. No meu caso, especialmente, ela está me ensinando perseverança.
Há 2 meses recebi um apelo de ajuda pelo Facebook, para uma cachorrinha de rua com graves problemas de saúde. A pessoa que pediu ajuda disse que iria adotá-la, porém com o passar dos dias de tratamento, desistiu. Então a Mel ficou sob minha responsabilidade. Algo a mais existe nesta situação, não é mesmo?
A força que encontramos para enfrentar as dificuldades, como falta de recursos, estado grave da doença, vem de algo maior. Jamais pediria dinheiro numa rede social para algo meu, mas para salvar um animal não tenho ressalvas, vou em frente!
Acredito piamente que amigos espirituais me amparam, me orientam para que possa ajudar nestes casos críticos. A situação dela só piorou, pois a medicação para a doença causou efeitos ainda piores. Mel não estava comendo, nem bebendo água, quando "alguém" soprou no meu ouvido: "dê água no algodão", como se faz com humanos pós cirurgia. Foi o jeito dela beber água. Não estamos sós e quem acredita nisto certamente passa melhor por esta existência.
Enfim, DESISTIR? NUNCA! Agradecer à espiritualidade, sempre!


Dia 11/10/2015



 
 

Um comentário:

Stênia Ferreira disse...

DEUS está no comando e afinal nada escapa dos olhos dele não é mesmo?
Mel você vai ficar boa viu? É porque tudo tem a sua hora !!!